Sábado, 20 de Julho de 2024
Banner

Opinião

Jorge Meneses

Jorge Meneses

APM: No contexto Covid-19, perguntas sobre Empresas

 

APM

 

8 de Abril de 2020

 

  1. Como é que empresas podem e devem utilizar o seu potencial de conhecimento e recursos, neste tempo de grande incerteza?

O mundo mudou. As empresas vão ter de mudar. A palavra adaptação vai ser a palavra a usar. Percebamos, derivado da redução da atividade empresarial, já há mais desemprego e mais subemprego. Não tenhamos ilusões, vai aumentar muito mais. Vamos ter muita gente com menos rendimento disponível, logo, o consumo vai cair. Já há menos confiança no médio prazo, logo, o investimento também vai cair. E estas duas quedas, vão fazer uma grande recessão da Economia. E pior, os hábitos de parte das pessoas vão mudar. Tudo o que esteja relacionado com despesas de lazer, para uma boa parte das pessoas, vai diminuir. Pensemos em restaurantes, viagens, hotéis, estádios de futebol, concertos de música, shoppings… tem tudo tendência para diminuir. Para uma parte dessas pessoas, será permanente. Para sair desta tendência de descida? O conhecimento e os recursos vão ser vitais. Vai sair mais depressa quem tiver conhecimento para perspetivar a mudança. Sim, a mudança, outra palavra de ordem. E as empresas vão mudar para o quê? Para aquilo que vai crescer. E o que será? Tudo o que faça sentido para as pessoas, que provavelmente passará por nos permitir realizar algo semelhante a um custo mais baixo. Aliado a tecnologias correntes, para ser feito em qualquer local, a qualquer dia, e a qualquer hora. Esta transformação vai ser rápida? Nalguns setores, sim. Dou o exemplo do comércio eletrónico e seus pagamentos. Numa empresa que sou consultor, estou a registar o triplo da adesão diária de novas empresas. Leu bem, o triplo. Noutros setores, não. As empresas que não se adaptarem, ficarão pelo caminho. O que eu digo a todo os meus clientes empresários, é que devem apostar em tecnologia que faça sentido. Não é toda, só aquela que trouxer mais benefícios do que custos. Os resultados vão ser rápidos? Ou seja, as empresas vão voltar a ter os mesmos resultados que tinham antes? Não, não… de forma global, vai demorar anos a recuperar. Mas as empresas que tiverem os conhecimentos e recursos para se adaptarem e transformarem, terão melhores resultados do que tinham antes!

 

  1. Que oportunidades para os Líderes e para os Negócios, poderão surgir na sequência da pandemia provocada pelo Covid-19?

Vejo muitas, pois vai haver muitas mudanças. Começando pelos hábitos da tenra idade, nas escolas, que ocupam grande parte da população, vai haver muitas oportunidades. Vai crescer a tendência das aulas à distância . Vai ser comum fazer-se broadcast via online. Vai começar pelas universidades, naturalmente. A nível pessoal, a vídeo chamada tipo Skype vai afirmar-se. Sinal disso, é a Bolsa que já valoriza empresas desse tipo, como a zoom.com, que é das poucas a subir consistentemente nesta fase. Passando para o mercado de trabalho, parte das fábricas vão renascer noutro formato: com mais automatismos e menos pessoas. É inevitável, pois o custo é muito mais baixo. Outro exemplo, o que lhe parece que vai acontecer às reuniões e eventos no estrangeiro? Vão diminuir, sendo substituídas também por video-call ou broadcast. Mesmo com muitos participantes, fazer isso hoje é fácil, e com a grande vantagem de ser simples e grátis. Nos últimos dias, tive uma video-call com 20 pessoas simultâneas, que até estão todas na mesma cidade, mas por estarmos todos confinados, foi assim. Funcionou bem. As pessoas vão-se habituar rapidamente a este fenómeno. Usaremos menos avião, menos carro, menos combustíveis (essa é a parte boa), usaremos menos muita coisa… Mas, vamos trabalhar mais. Cada um no seu escritório, e depois fora das horas normais de trabalho, em sua casa. Com que recurso? À tecnologia, claro. Essa usaremos mais. Dou um exemplo: Noutra empresa que sou consultor, que trabalham 70 pessoas, montou-se rapidamente um sistema de fluxos de teletrabalho. Claro que são pessoas de escritório, unicamente. Mas aquelas empresas que tenham pessoas de exterior, estas vão estar regularmente  a enviar dados para os sistemas, através do smartphone. Sejam comerciais, sejam técnicos, sejam logísticos… vão aumentar todos esses fluxos de informação! Quero só concluir com a identificação da maior oportunidade que identifico: as Alterações Climáticas. Os Governantes perceberam agora que tudo o que vem da Natureza como o covid-19, não controlam, e pode ter um efeito devastador. Assim, acredito que vão nascer mais projetos que apostem no verdadeiro combate às alterações climáticas, pois a mudança que estamos a ter por uns meses, se for no clima pode ser por uns anos! Vai crescer o grupo de pessoas atentas a esta realidade e disponível para aumento de despesa com este tema. E será reforçado por algo que irá acontecer. Falo do Imposto de Carbono ou Ambiental aos países, empresas, famílias, e indivíduos, pois será esse o fator de correção de aumento de CO2 e outros problemas. Pode ser mais cedo do que pensávamos. Acredito que o covid-19 foi um alerta. Há males que vêm por bem. Acredito que o mundo, daqui a uns anos, vai ser melhor!